Música 

REPORTAGEM ESPECIAL: Do YouTube para os palcos

Três meninas que têm muito em comum. A dupla Júlia e Rafaela, do Mato Grosso, e a Thayná Bitencourt, de São Paulo, começaram suas carreiras da mesma forma. Voz, violão e câmera! Sem nenhuma grande infraestrutura ou produção, as cantoras gravavam vídeos de covers de grandes artistas sertanejos e postavam em seus canais no YouTube.

Júlia e Rafaela alcançaram mais de 608 mil visualizações com cover de Medo Bobo, de Maiara e Maraísa, em agosto de 2015. Hoje, elas fazem alguns shows, tem um canal VEVO no YouTube e já lançaram duas músicas em rádios. “Paredes Pintadas”, ficando entre as mais tocadas do Brasil, e essa semana lançando “Na mesma moeda”. As irmãs matogrossenses têm apenas 15 anos e já são uma aposta da Universal Music, mesma gravadora de Paula Fernandes.

 

Thayná já decolou em carreira nacional. Detentora de uma voz diferenciada entre as mulheres, o timbre grave e rouco fez sucesso na internet. Gravando vídeos covers, a cantora viu seus seguidores subirem de 5 mil para 4 milhões em seis meses. A música autoral “Chifre não é asa” já soma 5 milhões de visualizações.

Com apenas 19 anos, Thayná Bitencourt já tem uma grande equipe, ônibus próprio e uma agenda lotada que cruza o país de ponta a ponta. Só em julho, são 11 shows pelos estados do Rio Grande do Sul, Pará, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Paraná.

 

O revelador de grandes artistas

Assim como as três meninas, muitos apostam na repercussão que as redes sociais podem gerar. É uma infinidade de covers postados na plataforma de vídeos. Alguns fazem muito sucesso e alcançam milhões. Vale destacar, que nomes como Luan Santana, Anitta, Justin Bieber e Boyce Avenue chegaram ao estrelato graças a vídeos no YouTube.

Related posts